Você está aqui
Home > 2013 > PREFEITO DE JP RECEBE SINDICATO DISCUTE REAJUSTE PARA SERVIDORES

PREFEITO DE JP RECEBE SINDICATO DISCUTE REAJUSTE PARA SERVIDORES

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) está negociando com o Sindicato dos Trabalhadores Municipais (Sintram) os reajustes salariais de categorias que ganham acima do salário mínimo. A primeira pauta de reivindicações já foi atendida, que é o pagamento do novo valor do salário mínimo (R$ 678), reajustado em 9%, que acontece nesta quarta (30) e quinta-feira (31). Também está garantido o pagamento do salário família para quem ganha até R$ 915,05 e o da hora extra, no valor de R$ 4,62.
Nesta terça-feira (29), o chefe de gabinete do prefeito Luciano Cartaxo, Zennedy Bezerra, o secretário de Administração, Roberto Wagner Mariz e o secretário adjunto de Articulação Política, Josenilton Feitosa, se reuniram com os representantes do Sintram. Na ocasião, foram apresentados pedidos de reajuste salarial para as categorias que possuem plano de cargos, carreira e remuneração (PCCR). O encontro aconteceu na sala de reuniões, no Paço Municipal.
O secretário de Administração, Roberto Wagner Mariz, afirmou que vai fazer um levantamento do impacto dos reajustes das categorias para o orçamento municipal, considerando a Lei de Responsabilidade Fiscal, e para o Instituto de Previdência do Município (IPM). “Atendemos a uma parte das reivindicações do sindicato e vamos estudar as demais demandas. Para isso, abrimos este canal de diálogo permanente com as categorias”.
Reajuste – O tesoureiro do Sintram, Francisco de Assis Pereira, explicou que como não há data base de reajuste para os servidores, os reajustes devem ser aplicados nas datas de aniversário de implantação dos PCCRs. “A data para os servidores da Guarda Municipal é janeiro, enquanto que para os agentes administrativos de nível médio e superior, e para os servidores da Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob) o período é março e abril, respectivamente”, argumentou.
Outra questão na pauta do Sintram, conforme o presidente da entidade, Adailton Lima, é o reajuste do valor das produtividades para os servidores que trabalham além das 30 horas semanais estabelecidas pelos PCCRs. “Queremos um reajuste igual ou superior ao índice de reajuste do salário mínimo que, neste ano, foi de 9%”.
Diálogo com a categoria – O chefe de gabinete, Zennedy Bezerra, destacou que a postura do prefeito Luciano Cartaxo é de valorizar o servidor público municipal e melhorar as relações com os sindicatos. “Nós não demitimos os prestadores de serviço que efetivamente trabalharam o mês de janeiro e, da mesma forma, nem os comissionados. Então, toda questão que envolve aumento de remuneração precisa de muita cautela”, afirmou ele, que ressaltou querer manter uma mesa permanente de diálogo com os sindicatos.

Fonte:
WSCOM Online

 

Deixe uma resposta

Top